Universo Piauí Publicidade 1200x90
30/03/2023 às 19h22min - Atualizada em 30/03/2023 às 19h22min

Projeto Conciliar é Legal do TRT-22 é premiado

O TRT-22 foi o primeiro lugar da modalidade produtividade entre os tribunais trabalhistas

O presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região (TRT-22), desembargador Marco Aurélio Lustosa Caminha, recebeu o XIII Prêmio Conciliar é Legal . A entrega foi feita pela presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Rosa Weber.. 
 
O TRT-22 foi o primeiro lugar da modalidade produtividade entre os tribunais trabalhistas. A categoria leva em conta os dados de produtividade que demonstram a consolidação da Política Judiciária Nacional de Tratamento dos Conflitos em cada ramo da justiça. Para isso, são considerados o volume de audiências realizadas e processos solucionados p
 

Ao receber a premiação, o presidente do TRT-22 destacou a importância do trabalho de magistrados e servidores não só para conquista do prêmio Conciliar, como também dos Selos Ouro e Diamante. O desembargador pontuou que o Tribunal possui um dos menores quadros de servidores entre os tribunais trabalhistas do país.

 

“Estamos muito contentes em receber esse prêmio. Tenho considerado essas conquistas como um caso de superação. Elas se devem à abnegada dedicação dos magistrados e servidores que integram essa pequena grande corte trabalhista. Muito nos honra e nos alegra receber esse prêmio, muito especialmente por ele ser conferido pelo CNJ”, disse.

 

Durante a sessão, a ministra Rosa Weber ressaltou que a premiação é um reconhecimento a todos aqueles que “emprestaram seus esforços para a autocomposição das lides”. “A construção e o fortalecimento de um Poder Judiciário mais sensível, mais empático, inclusivo, criativo, eficiente e célere tem na conciliação uma poderosa aliada”, completou.

 

Além da categoria produtividade, onde são agraciados tribunais da Justiça Estadual, da Justiça Federal e da Justiça do Trabalho, o “Conciliar é Legal” possui a categoria Boas Práticas. Nesta modalidade, são premiados um tribunal, um magistrado ou uma magistrada, instrutores de mediação  e conciliação, uma instituição de ensino superior, além dos responsáveis por iniciativa que promova mediação e conciliação extrajudicial.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://universopiaui.com/.
Fale pelo Whatsapp
Obrigado por acessar nossa página.
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp