Universo Piauí Publicidade 1200x90
27/03/2023 às 23h01min - Atualizada em 27/03/2023 às 23h01min

PM do Piauí vai implementar capacitação para o atendimento e abordagem de pessoas com autismo

A corporação entendeu que deveria ser criada uma Nota de Instrução sobre atendimento.

A Polícia Militar do Piauí, por meio do subcomandante-geral, coronel Costa Lima, recebeu na manhã desta segunda-feira (27), no gabinete do Subcomando-Geral, a Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Autismo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Piauí, para tratar sobre a implantação de uma Nota de Instrução para atendimento, identificação e abordagem de pessoas com autismo e de outras pautas relacionadas às pessoas com autismo.

O Comandante Geral da Polícia Militar, coronel Scheiwann Lopes, atendeu o pedido.  O Major PM Zethe será o responsável pela elaboração do projeto. “A Nota de Instrução é uma espécie de cartilha em que os policiais militares terão orientações de como identificar e abordar pessoas com autismo. Trata-de uma meta do atual Comando Geral, embasado em diretrizes internacionais e nacionais, relativa aos direitos humanos. O treinamento teórico e prático possibilitará a prestação de um serviço com maior qualidade e eficiência para a sociedade piauiense e, especificamente, para as pessoas com autismo”, explicou o Major Zethe.

 

A advogada da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Autismo da OAB, Natália Maria, pontuou a satisfação da Comissão com o acolhimento das pautas. “Sentimos sensibilidade e acolhimento pela Polícia Militar em relação às pautas trazidas pela Comissão. A pauta da abordagem policial a pessoas autistas é muito importante, pois, caso a identificação e abordagem não seja realizada de forma adequada, isso pode desencadear uma crise na pessoa autista e, dessa forma, se tornar um problema maior ”, disse.

A reunião contou com presença do chefe do Estado Maior Geral, coronel Mota, o chefe do Centro de Assistência Social, major Marcos, a tenente-coronel Amparo Veloso, o coronel Oséias, e as advogadas da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Autismo, Thamyres Moura e Natália Maria.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://universopiaui.com/.
Fale pelo Whatsapp
Obrigado por acessar nossa página.
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp