Universo Piauí Publicidade 1200x90
06/03/2023 às 17h19min - Atualizada em 06/03/2023 às 17h19min

Aluna da rede estadual com deficiência visual é aprovada em Letras na UFPI

A estudante relatou a felicidade de poder seguir o sonho de compartilhar conhecimento

Imagem: Seduc

Superando barreiras, a estudante Vitória Cindy da Silva Menezes, que é deficiente visual, obteve uma conquista expressiva. Ela foi aprovada para o curso de Letras Português, na Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Com de 20 anos idade, Cindy é aluna da Unidade Escolar Lourival Parente, zona Sul de Teresina, e relatou a felicidade de poder seguir o sonho de compartilhar conhecimento. “Foi uma sensação maravilhosa. É um sonho a ser realizado: o de ser professora e, assim, poder repassar o conhecimento para os alunos. É o que acho mais bonito nesta profissão, por isso escolhi Letras Português. Estou muito ansiosa para começar o ano letivo”, comentou.

Vitória sempre contou com o apoio incondicional da mãe, Deusa Araújo; do padrasto Elias Ferreira; e, em especial, da irmã Amanda Menezes, de 18 anos, que compartilhou a vida escolar auxiliando nas atividades. Amanda destaca que Vitória sempre foi dedicada e participativa em todas as atividades escolares. “Eu fiquei imensamente feliz com a conquista dela. Sempre estudamos juntas em casa. Eu ficava no computador e ela ficava do meu lado fazendo as atividades”, conta a irmã.

O apoio da rede estadual de Educação também fez a diferença na trajetória de Vitória Cindy. Na Unidade Escolar Lourival Parente, ela foi acompanhada pelos professores e também participou do Projeto Enem, que englobou revisões aos sábados e atendimento psicológico motivacional. “Ficamos felizes com a aprovação dela e de outros cinco estudantes. Ela era uma aluna participativa nas atividades dos professores, adorava cantar nos eventos da escola e sempre buscava motivar os alunos, tanto em simulados quanto em projetos voltados para o Enem na escola”, afirma a diretora da U. E. Lourival Parente, Jocielma da Silva Magalhães.

Vitória contou, ainda, com o apoio para as tarefas escolares da entidade Associação dos Cegos, no contraturno. “Minha mãe teve que trabalhar cedo para ter que sustentar eu e minha irmã. Quando era mais nova, ia para a Associação dos Cegos com a Vitória para a minha mãe poder ir trabalhar. Resolvia as coisas na escola, auxiliava com as provas, atividades, algumas coisas que envolviam documentos. Eu e Vitória sempre estudamos juntas e fomos matriculadas na Unidade Escolar Lourival Parente, uma escola maravilhosa, com equipe de professores excelentes e no final deu tudo certo. A Vitória foi aprovada”, acrescenta Amanda.

Vitória deixa uma mensagem para todos que, por alguma dificuldade, pensem em desistir de um objetivo. “Na caminhada encontrei muitas dificuldades, mas no final a vitória veio e estou imensamente feliz”, conclui a jovem, que também é formada em Inglês pelo Centro Cultural de Línguas (CCL).

Fonte: Seduc


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://universopiaui.com/.
Fale pelo Whatsapp
Obrigado por acessar nossa página.
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp