Universo Piauí Publicidade 1200x90
05/03/2023 às 11h30min - Atualizada em 05/03/2023 às 11h30min

UFPI promoverá audiência pública sobre prevenção e enfrentamento à violência de gênero

UFPI mantém interlocução com o MEC sobre preocupação da violência de gênero

Imagem: Reprodução

A Universidade Federal do Piauí vai promover no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a audiência pública “Política de Enfrentamento à Violência de Gênero nas IES”, às 14h30, no auditório Maria Salomé Cabral, do Centro de Ciências da Educação (CCE), e, também, ao vivo pelo canal da UFPI no YouTube. A atividade é resultado das ações do Grupo de Trabalho (GT) criado com o objetivo de construir uma política de enfrentamento a essa problemática dentro da Universidade. Serão convidadas para a solenidade, representantes do Ministério Público (MPPI), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Secretaria das Mulheres, além de pesquisadoras da UFPI. 

A ideia é que a audiência subsidie a construção final do documento que vai nortear a política do enfrentamento à violência de gênero na universidade, como explica a presidente do GT, Profa. Edna Magalhães. “Essa audiência tem o papel de colher das instituições e do debate os elementos que vão nos ajudar a consolidar o documento final da Instituição sobre as políticas de equidade de gênero", comenta. 

UFPI mantém interlocução com o MEC sobre preocupação da violência de gênero 

Realizar seminários, audiências públicas e pesquisas internas para a construção de políticas públicas que visam o acolhimento, bem-estar e integridade das mulheres é uma preocupação da UFPI. A discussão da temática se intensificou após o feminicídio da estudante Janaína da Silva Bezerra, que completa um mês nesta terça-feira (28/02). 

A preocupação da UFPI com o problema da violência de gênero já motivou o envio de documento por parte da Instituição para o Governo Federal. O Ministério da Educação (MEC) e a Secretaria de Ensino Superior (SESU), por solicitação da Secretaria da Mulher, têm dialogado com as universidades federais para a construção de políticas de combate, como destaca a Profa. Edna. “Existe uma atenção em todas as universidades do país, para que sejam elaboradas políticas de enfrentamento à violência de gênero. Então, é um processo amplo. A UFPI já enviou documentos com as preocupações que temos sobre esse assunto, o que demonstra o nosso alinhamento com o governo federal e a atenção que estamos tendo na criação de políticas”, finaliza. 

Também fazem parte do GT de enfrentamento: a Pró-Reitora de Extensão e Cultura, Deborah Dettmam; a Profa. Maria do Socorro Borges da Silva; a Pró-Reitora de Ensino de Graduação, Ana Beatriz Sousa Gomes; o Psicólogo da PRAEC/UFPI, Kleyson Matos; a Diretora de Governança da UFPI, Cleânia de Sales Silva; a Profa. Elnora Gondim; a Superintendente de Recursos Humanos, Flávia Lorenne; Representando a ADUFPI, Profa Bárbara Cristina Mota Johas; Profa. Letícia Carolina Pereira do Nascimento; Profa. Mariane da Silva Pisani; Profa. Maria Dolores dos Santos Vieira; a representante do SINTUFPI, Maria Gení Batista da Costa Matos; Representantes do DCE, Karla Luz e Thays Dias; a Superintendente de Ensino Básico Técnico e Tecnológico, Virgínia Muniz. 

 A programação é gratuita e presencial, mas contará com transmissão online



Fonte: Ufpi
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://universopiaui.com/.
Fale pelo Whatsapp
Obrigado por acessar nossa página.
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp