Universo Piauí Publicidade 1200x90
28/04/2022 às 20h47min - Atualizada em 28/04/2022 às 20h43min

Prefeito de Parnaguá deixa o PP e se filia ao PT; vice-prefeita de Itaueiras também assinou filiação

De acordo com o prefeito de Parnaguá, a mudança de partido representa a chance de dar continuidade aos projetos da sua cidade

RTV Cris Sekeff - rtvcrissekeff.com.br
Ascom

Em solenidade realizada nesta quinta-feira (28), na sede do Partido dos Trabalhadores, o prefeito de Parnaguá, Jodson Castro, o Alemão, se filiou ao PT. Ele é mais uma liderança que deixa o Progressistas (PP) para reforçar o time de Rafael Fonteles e Wellington Dias para as eleições deste ano.

Junto com o prefeito de Parnaguá, também se filiaram ao partido nesta quinta-feira a vice-prefeita de Itaueira, Amanda Campos, que integrava o MDB, e a esposa de Rafael Fonteles, Isabel Fonteles.

Pré-candidato a governador pelo PT, Rafael Fonteles disse estar de braços abertos para receber novos aliados. “Está acontecendo um verdadeiro movimento de lideranças se filiando a partidos da base aliada do governo. São muitos, não apenas prefeitos, mas vice-prefeitos, vereadores, suplentes de vereador e lideranças comunitárias, que querem estar sintonizados com o povo e o povo está do lado do time da esperança”, afirmou.

De acordo com o prefeito de Parnaguá, a mudança de partido representa a chance de dar continuidade aos projetos da sua cidade. “O que quero para meu município é dar continuidade ao que estamos fazendo. Queremos que nossa cidade evolua cada vez mais, com diversas obras, e para isso as parcerias são essenciais. É nesse sentido e foi pensando em trabalhar mais e mais por Parnaguá que escolhemos marchar ao lado do time do povo”, disse Alemão.

Apenas nesta semana, cinco prefeitos se filiaram ao PT.

O evento contou também com a presença dos deputados Fábio Abreu (PSD) e Firmino Paulo (PT). 

“Acabei chegar no partido há alguns meses e agora Amanda Campos também está somando conosco no Partido dos Trabalhadores, especificamente, no município de Itaueiras”, destacou o deputado Firmino Paulo.

Alemão explicou sobre o alinhamento político com os deputados Fábio Abreu, Fábio Novo e Henrique Pires (MDB). Ele disse que decidiu migrar para o PT, não por ser contrário às outras siglas, mas devido a essa aliança com os parlamentares.

“Por motivos de afinidade com meus deputados, resolvi ficar no PT. Não tenho nada contra os outros partidos, não é nada pessoal, o que eu quero é apenas é que a gente consiga dar continuidade ao que estamos fazendo […] Não é questão pessoal, é questão de trabalho e para ter trabalho preciso estar do lado dos deputados que me ajudam”, frisou Alemão.

Fonte: Ascom


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://universopiaui.com/.
Fale pelo Whatsapp
Obrigado por acessar nossa página.
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp