Universo Piauí Publicidade 1200x90
09/04/2022 às 15h32min - Atualizada em 09/04/2022 às 15h28min

Motoristas e cobradores de ônibus decidem segunda-feira (11) sobre fim da greve

Os empresários tentam novo acordo com o Sintetro para terminar a paralisação

RTV Cris Sekeff - rtvcrissekeff.com.br
Reprodução Via Trolebus

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) enviou, neste sábado (09), uma nova proposta ao Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro) para o encerramento da greve. A categoria irá deliberar se aceita ou não os termos em assembleia geral na próxima segunda-feira (11).

Na sexta-feira (08), os trabalhadores acataram as ofertas salariais de R$ 2 mil para motoristas, R$ 1.231 mil para cobradores e de R$ 1.325 mil para fiscais, além dos R$ 150 de tíquete alimentação e R$ 50 de auxílio saúde, no entanto, rejeitaram a possibilidade da exclusão da função de cobrador em 20% da frota de ônibus em circulação.

Pela na nova proposta, de acordo com o portal Cidade Verde, as empresas asseguram o quantitativo dos postos de serviços aos cobradores necessários à circulação da frota em operação, de acordo com a escala do último mês de março. Além disso, o Setut sugere o cadastro de veículos "opcionais", operados só por motoristas que seriam contemplados com uma gratificação de 10% do salário. 

Confira a proposta na íntegra:

CLÁUSULA TRIGÉSIMA SÉTIMA – VEÍCULO OPCIONAL

Fica ajustado que os veículos cadastrados como opcionais circularão/funcionarão com a presença apenas do motorista.

PARÁGRAFO PRIMEIRO: Os motoristas responsáveis pela condução dos veículos opcionais, recebimento das passagens e prestação de contas, perceberão uma gratificação pelo desempenho da referida função, enquanto estiver no seu efetivo exercício.

PARÁGRAFO SEGUNDO: A importância paga a título de gratificação pelo desempenho da função de motorista de ônibus opcional será de 10% (dez por cento) do salário do piso do motorista.

PARÁGRAFO TERCEIRO: Fica assegurado o quantitativo dos postos de serviços dos cobradores, necessários a frota em operação, conforme escala base do mês de março de 2022 e que o acréscimo de frota circulante a contar do número atual, poderá contemplar em até 20% na sua totalidade ônibus opcionais funcionando apenas com a presença do motorista.

Mesmo que motoristas e cobradores deliberem a favor da nova proposta, o Setut condiciona a assinatura da convenção coletiva, uma das principais reivindicações da categoria, ao repasse mensal de R$ R$ 1,25 milhão por parte da Prefeitura de Teresina, que afirma só ter capacidade financeira para arcar com um subsídio de R$ 800 mil, valor considerado insuficiente pelos empresários.

Fonte:  Portal Cidade Verde


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://universopiaui.com/.
Fale pelo Whatsapp
Obrigado por acessar nossa página.
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp